Como surgiram os elementos químicos?

0

A tabela periódica é composta por 114 elementos químicos bem conhecidos e caracterizados – e prestes a ganhar até o final deste ano (2016) a confirmação definitiva de mais 4 elementos químicos sintetizados artificialmente.
Mas… como surgiram todos esses elementos químicos?
Antes de tudo é bom ressaltar que os processos que envolvem o surgimento de elementos químicos não são reações químicas convencionais. São processos de fusão e fissão nuclear. Ou seja, processos em que átomos podem ser fundidos (fusão) ou divididos (fissão). De um modo geral tais eventos são conhecidos como nucleossíntese.
As nucleossínteses podem ser realizadas artificialmente pelo homem, por meio de reatores nucleares (de fissão ou fusão) ou em equipamentos destinados especificamente à nucleossíntese usando aceleração e colisão de partículas nucleares.
O primeiro processo de nucleossíntese natural foi o Big Bang, com uma produção massiva de elementos (e seus isótopos) químicos que estão ali no início da tabela periódica – hidrogênio e hélio. Tendo algum resquício de formação de lítio, berílio e boro. Sendo esses últimos 3 elementos com quantidade mais significativa em processos de fragmentação de elementos mais pesados pela ação de raios cósmicos durante os bilhões de anos de existência do Universo.
Elementos a partir do carbono podem ser formados em processos que ocorrem em estrelas. Seguindo pela tabela periódica; alguns elementos podem ser formados em estrelas não muito maiores do que o nosso Sol, enquanto que outros elementos com mais prótons e nêutrons precisam de condições mais drásticas, encontradas em estrelas mais massivas.
E o show final fica por conta da explosão de estrelas – Supernovas – que possuem massas maiores do que 10 vezes o nosso Sol. Com a possibilidade de dar vazão a vários processos nucleares de alta energia com a criação de diversos elementos presentes na tabela periódica.

Para organizar um pouco estas informações decidi adaptar uma tabela encontrada na Wikipédia.

tabela periódica com cores indicando a provável origem dos elementos químicos
– Clique para ampliar

Baixe a versão em PDF desta tabela (tamanho de folha A4)

Na verdade os processos de nucleossíntese são muito mais complexos e detalhados do que o explicado neste texto. Indico a leitura destas fontes:
http://www.revistas.usp.br/revusp/article/download/13342/15160
https://pt.wikipedia.org/wiki/Nucleoss%C3%ADntese_estelar

Leia também
O telúrio nas estrelas
Luz, elementos e astronomia

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.
OBS: Atualizado em 07 de dezembro de 2016.


______________________________________________________________________

Curta nossa página no Facebook!


______________________________________________________________________

Nenhum comentário

Deixe um comentário