O lugar mais radioativo na Terra

2

contador geiger emitindo alerta de alta radioatividade
Quando o seu medidor de radioatividade apita ao máximo, pisca nervosamente uma luz vermelha e emite o aviso OVERLOAD (sobrecarga), é melhor sair correndo!

Derek Muller, do canal Veritasium, fez um tour por vários lugares do planeta em busca do lugar com mais alta radioatividade (acessível a um curioso corajoso).

De posse do seu medidor de radioatividade – um contador Geiger – ele inicia o vídeo explicando que o equipamento só registra radiação ionizante e que exibe a intensidade em unidades sieverts. A unidade sievert pode ser um pouco complicada para dar a noção exata do perigo de um material radioativo. Por isso o Derek Muller usa a banana como comparação (e unidade) para indicar a intensidade da radiação nos locais em que esteve. Se quiser entender um pouco mais sobre a radioatividade das bananas leia nosso texto ‘Bananas são radioativas (e inofensivas)’.

Ele visitou Hiroshima (Japão), Jáchymov (República Checa), o laboratório de Marie Curie (Paris), Novo México (EUA), … e não vou estragar a surpresa revelando qual é o lugar mais radioativo da Terra. Isso você vai ver no vídeo. 😉

O vídeo abaixo possui legendas em português. Ative a legenda usando o botão CC que aparece no vídeo.

O tour é uma prévia do documentário ‘Uranium: Twisting the Dragon’s Tail’ que será exibido em breve nos Estados Unidos.

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.


________________________________

Se você quiser fazer parte de nossa grande comunidade...

Receba as atualizações da Tabela Periódica


2 comentários

Deixe um comentário