O que acontece se eu tiver um átomo de urânio no meu corpo?

0

imagem meramente ilustrativa
Apenas um átomo? Nada. Um átomo, mesmo que em iminência de decomposição radioativa não resultaria em danos significativos aos tecidos vivos que estão em volta. Uma célula eventualmente morta pela radiação seria rapidamente reposta pelo organismo.

Alias, dependendo da região em que você vive é possível que tenha muitos átomos de urânio no seu corpo neste instante. O urânio está naturalmente presente no solo, e não é perigoso. Mesmo em regiões nas quais existe a mineração do elemento, a radiação natural na superfície não chega a níveis que comprometam a saúde dos habitantes da região.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) determinou que a dose diária tolerável de consumo de urânio solúvel é de 0,6 microgramas por quilograma (de peso) por dia. E um estudo feito em 2008 com análises de amostras de água e alimento de diversos países europeus concluiu que mesmo em uma situação muito específica de elevado consumo de água e alimentos nos patamares de contaminação mais altos encontrados não excederia a dose diária tolerável recomendada pela OMS.

E além do urânio, nosso corpo também contém outros elementos naturalmente radioativos, como é o caso do potássio. Veja mais sobre isso no texto ‘Banana radioativa’.

Fonte: https://www.quora.com/What-would-happen-if-there-is-only-a-single-atom-of-Uranium-in-my-body

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.


______________________________________________________________________

Curta nossa página no Facebook!


______________________________________________________________________

Nenhum comentário

Deixe um comentário