Titânio na Lua

0



As imagens neste vídeo mostram uma região na Lua, que apresenta uma cratera de impacto, com 42km de diâmetro, conhecida como Aristarchus.
As cores que são vistas na sequencia foram resultado de análises realizadas na faixa de ultravioleta (do espectro) e levadas para o visível para facilitar a observação.
A colorização da imagem permite uma melhor percepção das diferenças do terreno, possibilitando a identificação da presença de ilmenita no solo.
A ilmenita é um óxido de ferro e titânio (FeTiO3), e possui particular interesse em futuras missões para a Lua, pois poderia ser uma importante fonte de ferro e titânio para a construção e de oxigênio para a manutenção da vida e sistemas que eventualmente venham a ser construidos na superfície Lunar.
Na imagem, em princípio, as regiões com coloração mais azulada indicam uma presença de ilmenita em maior concentração.

O vídeo acima é livre de direitos autorais, e está disponível aqui.

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.


______________________________________________________________________

Curta nossa página no Facebook!


______________________________________________________________________

Nenhum comentário

Deixe um comentário