Queima do pó de alumínio

0

pequenos brilhos de fagulhas metálicas em fundo escuro
Sim, é possível queimar um metal! A clássica queima do magnésio é um bom exemplo disso.

O vídeo abaixo mostra a queima de pequenas quantidades de pó de alumínio que são ‘sopradas’ sobre uma chama de um bico de bunsen.

No entanto, uma barra ou uma panela de alumínio não queimam porque precisariam de uma temperatura muito alta para iniciar a reação. Além disso, a presença natural de uma camada de óxido de alumínio sobre o metal dificulta muito a reação de queima.

Em caso de um incêndio de grandes quantidades de pó de alumínio, não é uma boa ideia tentar apagar o fogo utilizando água; pois a água poderia reagir com o alumínio quente, causando a formação de óxido de alumínio e gás hidrogênio. Esse gás hidrogênio formado pode também reagir com o oxigênio do ar, formando água, e liberando ainda mais energia.

A potência da reação do alumínio em presença de água foi utilizada em pesquisas de propulsão de foguetes, no projeto batizado de ALICE, que consistia basicamente na mistura de nanopartículas de alumínio e gelo. Veja uma demonstração no vídeo abaixo:

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.


Nenhum comentário

Deixe um comentário