Uma seleção ampla de diversos textos, vídeos e informações relacionadas com a química e a tabela. Se você quer variedade, aqui é o seu lugar!

0
elemento estrôncio submetido a uma chama de maçarico

O estrôncio é relativamente reativo e costuma estar estocado em um meio que minimize a exposição ao oxigênio do ar. No caso da demonstração no vídeo abaixo – do canal Thoisoi2 – o estrôncio estava imerso em óleo mineral e mesmo assim desenvolveu uma fina camada escura na superfície da amostra do elemento.

A primeira demonstração é uma reação do estrôncio com a água, gerando gás hidrogênio e óxido de estrôncio.

Sr + H2O –> Sr(OH)2 + H2

O estrôncio também reage facilmente com ácido clorídrico, ácido nítrico, enxofre e oxigênio.

Vídeo com legenda em português (Brasil).

Legenda e texto escritos por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ). Universidade Federal do Pampa (Bagé) – Licenciatura em Química.

0
mistura de uma folha de ouro em uma gota de mercúrio líquido

Uma variedade de metais podem se misturar ao mercúrio líquido em um processo que é conhecido como amálgama.

No vídeo abaixo o canal NileRed mostra a facilidade com que o mercúrio forma uma amálgama com finas folhas de ouro.

Tenha cuidado ao manusear mercúrio líquido. Evite inalar os vapores. O contato com a pele também deve ser evitado pela toxicidade do metal e também pelo inconveniente problema de poder formar uma amálgama com os anéis que você eventualmente esteja usando.

Uma forma de separar a amálgama novamente em ouro e mercúrio é pelo aquecimento em alta temperatura. O resultado será uma porção de ouro e mercúrio vapor – que pode ser liquefeito pelo resfriamento dos vapores. No vídeo, o NileRed resolveu fazer esta separação usando ácido nítrico concentrado, que reage com o mercúrio e deixa o ouro intacto.

A amálgamas usadas em procedimentos odontológicos também contém mercúrio em sua composição – sem fazer uso de ouro. Existem longos debates sobre a segurança destes procedimentos e a questão ainda não foi encerrada.

Vídeo com legenda em português (Brasil).

Atenção! Tenha cuidado ao procurar por folhas de ouro para vender. Existe uma grande quantidade de produtos falsificados. Compre somente de fornecedores confiáveis.

Veja também
A incrível amálgama do mercúrio em alumínio

Texto e legenda escritos por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ). Universidade Federal do Pampa – Licenciatura em Química.

0
fusão do elemento antimônio em alta temperatura

Apesar de algumas classificações colocarem o antimônio como um semimetal, podemos dizer que seu comportamento químico e brilho lembram muito mais um metal. Com o revés de ter uma baixa condutividade elétrica.

Com um ponto de fusão relativamente baixo de 630,6°C o elemento pode ser fundido com um maçarico; e pode gerar o que é conhecido como antimônio preto, que facilmente oxida em presença de oxigênio.

Thoisoi2 mostra a reação do elemento com ácido nítrico e também que a obtenção de pentacloreto de antimônio é possível em uma reação do elemento com gás cloro. O produto é instável se exposto ao ar.

No vídeo abaixo, do canal Thoisoi2, você poderá ver mais propriedades e reações químicas do elemento antimônio.

Vídeo com legenda em português (Brasil).

Cuidado ao repetir os experimentos ou manusear amostra do elemento antimônio. Na forma pura e diversos de seus compostos tendem a ser tóxicos para os humanos.

Legenda e texto escritos por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ). Universidade Federal do Pampa (Bagé) – Licenciatura em Química.

0
balões de festa vazios (via pixabay Ikaika)

Não.

Não é possível fazer gás hélio caseiro, da mesma forma que não é possível fazer ouro caseiro. O hélio é um elemento químico bastante inerte, e nenhum método caseiro produzirá hélio.

Existem diversos vídeos no YouTube e sites pela internet que possuem títulos ou descrições com a promessa de fazer um ‘gás hélio caseiro‘. Na verdade o que muitos fazem não é hélio, é uma produção de gás carbônio (CO2) – ou pela reação de bicarbonato de sódio ou pelo uso de algum comprimido efervescente. E o resultado é decepcionante! Balões enchidos com gás carbônio (CO2) não flutuam como os balões enchidos com hélio. É mais barato e prático encher os balões com a boca! 🙂

Em alguns casos específicos os vídeos vão além e mostram como produzir gás hidrogênio. Jamais faça isso! O hidrogênio é um gás explosivo e os balões poderão facilmente explodir com extremo perigo para as pessoas próximas.

Outro conselho! Se você conseguir o verdadeiro gás hélio evite brincar com o produto. É perigoso e pode causar asfixia.

Leia também
O perigo do nitrogênio líquido

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ). Universidade Federal do Pampa. Licenciatura em Química.

0
chama escura com luz de sódio

Fogo escuro?! Isso existe?!
Depende! A nossa percepção de luz e cor é afetada pelas luzes no ambiente e as outras cores do que estamos observando. E esse é o segredo para o ‘fogo escuro’.

O canal ‘The Royal Institution‘ explica o efeito. Se você colocar sais de sódio em uma chama limpa (azul), a cor da chama imediatamente passará a ser amarela; enquanto existir o sódio na combustão. E se você estiver em um local que é iluminado por uma lâmpada de vapor de sódio – que é muito comum em iluminação pública – a sua visão será de uma ‘chama escura’.

Uma parte da luz da lâmpada, emitida em um comprimento de onda bem estreito, é absorvida pelos átomos de sódio na chama fazendo ela parecer mais escura.

Veja a demonstração no vídeo abaixo. Com o bônus de ver uma correte elétrica passando por um pepino!

Vídeo com legenda em português (Brasil).

Para se ter uma noção da bela relação dos elementos químicos com a luz emitida e absorvida indico conferir nossa tabela periódica com os espectros de emissão.

Legenda e texto escritos por Prof. Dr. Luís R. Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ). Universidade Federal do Pampa (Bagé) – Licenciatura em química.

0
reação de cloreto de gadolínio

O elemento metálico gadolínio possui propriedades químicas e físicas bem interessantes. No vídeo abaixo o canal Thoisoi2 demonstra que um pedaço do elemento pode ser atraído por um ímã, e em como isso poderia ser utilizado em sistemas magnetocalóricos de refrigeração.

Na sequência Thoisoi2 mostra a produção de cloreto de gadolínio (GdCl3) e gás hidrogênio a partir de uma reação de ácido clorídrico com um pouco de gadolínio puro. O cloreto de gadolínio é então utilizado para gerar belos precipitados de ferro-cianeto de gadolínio e posteriormente Gd(VO3)3.

Como outros lantanoides o gadolínio consegue reagir com ácido acético formando então acetato de gadolínio, que se decompõem pela hidrólise com a água presente no meio.

O elemento está também presente na substância Gadodiamida (abaixo) usada em contraste em alguns procedimentos médicos de ressonância magnética.

estrutura química da substância gadodiamida

Vídeo com legenda em português.

Texto e legenda escritos por Prof. Dr. Luís R. Brudna Holzle ( luisbrudna@gmail.com ). Universidade Federal do Pampa – Bagé. Licenciatura em química.