Ruas cobertas com metais preciosos

0

Nossas ruas estão cobertas com os metais preciosos: platina, ródio e paládio. Mas antes de sair em busca de tal riqueza é bom lembrar que a quantidade é mínima, e ainda os custos de recuperação superam os possíveis ganhos com a venda do metal; apesar de existirem pesquisas no sentido de aprimorar o resgate desta riqueza.

Como estes metais foram parar nas ruas?
A platina, ródio e paládio estão presentes em pequenas quantidades nos catalisadores usados para minimizar a emissão de poluentes em veículos. E aos poucos vão sendo dispersos junto com a fumaça emitida pelos canos de descarga, formando uma preciosa camada sobre o asfalto, que vai sendo acumulada ano após ano.

detalhe dos favos
Detalhe em close dos ´favos´ de um catalisador utilizado em escapamentos de veículos. (Amostra gentilmente doada pela Canaã Escapamentos, Bagé)

O processo de catálise serve para diminuir a agressividade dos poluentes emitidos durante a combustão. Dentro dos favos o tóxico monóxido de carbono é convertido no menos nocivo dióxido de carbono, ocorrem também reações envolvendo óxidos de nitrogênio e combustível que foi apenas parcialmente queimado, também transformando-os em substâncias não tão agressivas ao meio ambiente e à saúde humana.
É bom lembrar que a eficiência das reações só é máxima quando o catalisador está quente. Ou seja, após alguns minutos de funcionamento. E a presença de chumbo no combustível pode ´matar´ o catalisador, sendo necessário ter cuidado ao abastecer o carro em outros países que ainda não adotaram a total eliminação de aditivos contendo chumbo.

A outra ponta
A cidade de Norilsk, na Rússia, é uma das localidades com a maior mineração de platina. E lamentavelmente também considerada pela revista Time (em 2007) como estando entre as cidades mais poluídas do mundo.

Reciclagem
As reservas de tais metais não são abundantes, e o desperdício acelera a possibilidade de esgotamento dos depósitos economicamente viáveis para extração. Mais um motivo para sempre nos lembrarmos da importância da reciclagem e coleta seletiva. Cuidado que é tomado pelas empresas que trabalham com escapamentos e acessórios, que enviam os catalisadores usados para a reciclagem em instalações especializadas. Mesmo quando a reciclagem não pareça tão economicamente favorável no presente, é a melhor solução, pois o futuro pode cobrar o amargo preço da escassez.

OBS: Este texto foi escrito por Luís Roberto Brudna Holzle, editor do ´TabelaPeriódica.Org´, e publicado no jornal Folha do Sul Gaúcho, de Bagé. A reprodução foi gentilmente autorizada pela equipe do jornal.Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle


________________________________
________________________________

Nenhum comentário

Deixe um comentário