divertido

6

iphone 6 coberto com metal  gálio
Com 500 gramas do elemento metálico gálio foi possível destruir a estrutura externa de alumínio de um iPhone 6!

Para facilitar a interação do gálio com o alumínio o apresentador do canal (no YouTube) TechRax fez uma série de riscos na superfície traseira do aparelho. Ao riscar a capa, uma parte da tinta é danificada e o óxido protetor que naturalmente existe sobre o alumínio também é removido.

O iPhone foi deixado em contato com o gálio líquido durante toda a noite. E a liquefação do metal gálio é fácil, ele funde em temperaturas acima de 29,7°C; e é possível derreter apenas com o calor da mão.

Esse efeito ocorre pela formação de uma amálgama entre o gálio e o alumínio. E o borbulhar visto no final do vídeo aconteceu por causa da adição de água; que reagiu com a amálgama (Al-Ga) formando hidróxido de alumínio, gálio e hidrogênio gasoso (a origem das bolhas).

O vídeo não possui legendas em português. Mas a narração não traz nada muito além do que está no texto acima.

No vídeo, disponível em https://vimeo.com/32525601, é possível ver uma grande barra de alumínio ser ‘atacada’ pela mistura de mercúrio e gálio, que também forma uma amálgama. O vídeo foi acelerado para a melhor visualização do lento processo.

Agora tenho certeza que preciso de 2 iPhone 6 Plus! Um para repetir o experimento e outro para usar como controle.
E porque o Plus?! Para conseguir visualizar melhor o efeito! ;-P

Mais uma brincadeira:
Que tal fazer uma colher de chá com gálio?

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.

0

mão segurando um sinalizador desenhado

O famoso canal ASAPScience, que usa um estilo criativo de animações para fazer seus vídeos, publicou uma música que percorre os elementos químicos em ordem crescente; adicionando algumas propriedades e explicações para garantir um pouco de ritmo.
.
O vídeo possui legendas em português. Ative as legendas pelo YouTube.

Quer acompanhar cantando a letra original em inglês?

There’s
Hydrogen and Helium, Then Lithium, Beryllium
Boron, Carbon everywhere,
Nitrogen all through the air

With Oxygen so you can breathe
And Fluorine for your pretty teeth
Neon to light up the signs,
Sodium for salty times

MAGNESIUM, Aluminum Silicon PHOSPHORUS,
then Sulfur, Chlorine and Argon
POTASSIUM and Calcium so you’ll grow strong
SCANDIUM Titanium Vanadium and Chromium and MANGANESE

This is the Periodic Table, Noble Gas are stable,
Halogens and Alkali react aggressively
Each period we’ll see new outer shells
While electrons are added moving to the right

Iron is the 26 Then Cobalt, Nickel coins you get
Copper Zinc and Gallium
Germanium and Arsenic

Selenium and Bromine film
While Krypton helps light up your room
Rubidium and Strontium then Yttrium Zirconium

NIOBIUM Molybdenum Technetium
RUTHENIUM Rhodium Palladium
SILVER-WARE then Cadmium and Indium

TIN-CANS, Antimony Then Tellurium and
Iodine and Xenon and then Caesium and
Barium is 56, and this is where the table splits
Where lanthanides have just begun
Lanthanum Cerium and Praseodymium

Neodymium’s next to, Promethium then 62,
Samarium, Europium, Gadolinium and Terbium,
Dysprosium, Holmium, Erbium, Thulium, Ytterbium, Lutetium

HAFNIUM Tantalum Tungsten then we’re on to
RHENIUM, Osmium and Iridium
PLATINUM, Gold to make you rich till you grow old
MERCURY to tell you when it’s really cold

THALLIUM and Lead then Bismuth for your tummy
POLONIUM Astatine would not be yummy
RADON Francium will last a little time
RADIUM then Actinides at 89

This is the Periodic Table, Noble Gas are stable,
Halogens and Alkali react aggressively
Each period we’ll see new outer shells
While electrons are to the right

Actinium, Thorium, Protactinium
Uranium Neptunium Plutonium
Americium Curium Berkelium Californium
Einsteinium Fermium Mendelevium Nobelium
Lawrencium Rutherfordium Dubnium Seaborgium
Bohrium Hassium then Meinerium Darmstadtium
Roentgenium Copernicium

Ununtrium
Flerovium
Ununpentium
Livermorium
Ununseptium
Ununoctium
And then We’re Done!!!

E nada de querer usar essa música para forçar alguém decorar a tabela periódica! 😉

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle (a transcrição da música não é de autoria de Luís).

0

Ninguém deve ser obrigado a decorar os elementos da tabela periódica. Mas um pouco de diversão pode ajudar a lembrar de alguns elementos químicos mais específicos, menos familiares e de sequências de elementos que apresentam alguma propriedade em comum.

Que tal um caça palavras usando os elementos químicos? Por exemplo, um com uma seleção dos elementos do grupo 18 da tabela periódica, que são chamados de gases nobres.
letras embaralhadas para achar palavra
(clique na imagem para ver a resposta do desafio)

Ou então um caça palavras com alguns dos elementos químicos encontrados no corpo humano (em ordem de maior para menor fração em relação a massa total de um corpo).
caca-palavras-composicao
(clique na imagem para ver a resposta do desafio)

Se você é professor e quer usar esta atividade em aula é possível aumentar o nível de dificuldade pedindo para alunos encontrarem somente alguns elementos de uma lista; fazendo com que pensem em um determinado conceito antes de partirem para a diversão.

Quer mais opções? Basta criar o seu próprio jogo de caça palavras com a ferramenta online disponível em http://www.atividadeseducativas.com.br/cacapalavras/.

Agradeço Lígia Bartmer pelas sugestões.

0

mão estourando balão sobre um balde
O mercúrio é o único metal líquido em temperatura ambiente. A não ser que você esteja em um ‘ambiente’ com temperatura acima de 29,7 oC, o que incluiria também o metal gálio nesta lista de líquidos.

Então, que tal encher um balão com mercúrio líquido e filmar em câmera lenta? Veja o que acontece.
(o vídeo não tem legendas em português; mas não é dito nada muito relevante. E ainda adicionaram o efeito sonoro desnecessário. ¬¬)

E não, não é uma boa ideia fazer uma guerra de bexiguinhas cheias de mercúrio. O metal é bastante tóxico, e sua toxicidade pode se manifestar meses após a exposição crônica.

Via ScienceDump.

0

Quem possui um celular ou tablet, com os sistemas Android, iOS ou Windows Phone, já deve conhecer o famoso jogo 2048, cujo objetivo é deslizar blocos que contém números que se somam, até o jogador conseguir o valor de 2048 em um destes blocos.
tela do jogo 2048

Agora, de posse de uma ideia bem semelhante, o estudante de ciência da computação Dimitar Dimitrov e o engenheiro de softwares Kevin O’Connor, criaram para o Professor Matthew T. Newby, uma versão do jogo que envolve alguns princípios básicos de fusão nuclear estelar.

Os processos de fusão nuclear que ocorrem nas estrelas (incluindo nosso Sol) dão origem a uma série de elementos químicos; sendo que estes fenômenos nucleares (de nucleossíntese) ocorrem durante os bilhões de anos de vida de uma estrela (sol), e costumam gerar diversos elementos químicos até o Fe[26].

O jogo da fusão nuclear Fe[26] tem algumas simplificações em relação aos verdadeiros processos de fusão e decaimento nuclear que poderiam ocorrer em uma estrela. Portanto as instruções estão disponíveis em uma tabela no próprio site, que alerta para o fato de, por exemplo, o neônio (20Ne) poder decair até oxigênio no decorrer das jogadas.

imagem da teja do jogo

Acesse e jogue pelo link
http://dimit.me/Fe26/

Veja também
Xenubi – O jogo da tabela periódica

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.

2

porta copos que brilham
O Natal está chegando e esta pode ser uma boa sugestão de presente para aficionados em química!
A coleção de quatro porta copos com os elementos rádio (226), plutônio (244), urânio (238) e tório (232), pode ser encontrada na loja virtual da ThinkGeek por 19,99 dólares (nos EUA).
Cada porta copo brilha em uma cor diferente ao ser pressionado, contentando a popular expectativa de que os elementos radioativos possuiriam um brilho característico.

Vídeo sobre o produto. O vídeo tem um pequeno erro, será que alguém vai notar?

detalhe dos porta copos

OBS: Não comercializamos o produto e não temos nenhum tipo de relação comercial com a loja ThinkGeek.

Texto escrito por Prof. Dr. Luís Roberto Brudna Holzle.